Nutriente essencial

domingo, 31 de julho de 2011

Pois é, minha internet resolveu me sacanear, e fica difícil postar. Por causa de outros compromissos que tenho com outros blogs acabo priorizando-os e deixando o meu próprio em segundo plano (casa de ferreiro espeto de pau, he he he...)
Mas aqui estou e o que não falta é assunto pra falar, depois de tantas coisas que aconteceram no Brasileirão. Principalmente essa última, excelente para os cariocas.
Mas vou falar de um fato ocorrido no meio da semana e que ainda repercute: O jogaço entre Flamengo e Santos. Na verdade não vou falar do jogo, mas de um dos principais personagens, que também brilhou na vitória de ontem: Ronaldinho Gaúcho.
Eu falei, mais de uma vez, que ainda não tinha engolido muito bem a chegada dele no Fla. Disse que não gostava de imposição e que a coisa ainda não tinha engrenado.
Bom, agora posso dizer que as coisas mudaram, pelo menos pra mim, não só engoli R10 como o digeri completamente, e, como todo nutriente importante ele agora faz parte do organismo de qualquer rubro-negro.
Fico feliz de poder me dar ao luxo de mudar de opinião, de poder contar com as boas jogadas e com o comprometimento de um jogador que ainda faz, e muito, a diferença.
Que essa arrancada rubro-negra seja o ponto de partida pra mais um ano de conquistas e que R10 continue a ser a vitamina de um time vencedor! A nação agradece!

Começou a Copa América!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Oi gente! Voltei!
Andei meio sumida por várias razões: trabalho, maternidade (novidade!), palhaçadas da internet... Mas estou de volta para continuar nossa troca de idéias que eu tanto gosto.
E não, o título do post não é uma mostra que eu parei no tempo não. Eu sei que a Copa América começou no início do mês. Eu vi, a cerimônia de abertura foi legal, com a Ivete Sangalo. Tudo muito bonito, pena que o convidado principal não apareceu: o futebol.
Acho que ele errou a data ou algo assim, mas o fato é que essa primeira fase da competição foi tenebrosa, com jogos horríveis, muitos empates e média de gols baixíssima.
E os grandes da América? Bom, vamos falar da anfitriã, a Argentina. Todos de olho no melhor do mundo Messi, pra conferir seu desempenho na seleção. E logo no jogo de abertura os hermanos decepcionaram e Messi não conseguiu brilhar.O resultado foi um insosso empate em 1 a 1com a seleção Boliviana. Esse desempenho fraco se repetiu na segunda partida, 0 a 0 com a Colômbia, que chegou a merecer a vitória.
E o Brasil? Mesma coisa. Jogos decepcionantes e Neymar e Ganso não correspondendo. A estréia foi um preocupante 0 a 0 com a fraca seleção da Venezuela e um empate em 2 a 2 com o Paraguai, que estava ganhando até o fim do segundo tempo. Uruguai seguiu pelo mesmo caminho. Com Forlán em má fase, a Celeste também não empolgou.
Mas eis que o futebol resolveu aparecer! O principal convidado atrasou duas rodadas mas acabou chegando! E foi justamente nos últimos jogos da primeira fase que ele resolveu dar o ar da graça. A Argentina conseguiu 3 a 0 em cima da Costa Rica com uma boa atuação de Messi, que fez ótimas jogadas deixando os companheiros na cara do gol. O Uruguai também venceu o México por 1 a 0 e perdeu muitas chances de fazer mais.
Só faltava o Brasil desencantar. E desencantou. Mas as coisas não foram fáceis pra nós contra o Equador. O início foi tenso, mas a entrada de Maicon na lateral deu uma nova dinâmica ao time que fez 1 a 0. Mas uma falha de Julio Cesar cedeu o empate e o Brasil se desequilibrou. Mas conseguimos 2 a 1 e, quando as coisas pareciam se encaixar o Equador empatou de novo! E mais uma vez parecia que a seleção iria nos frustrar. Mas então o Brasil fez o terceiro e o quarto gols, para nosso alívio. E melhor ainda foi ver Neymar e Pato marcando.
Bom, agora começam as quartas-de-final, com direito a duelos históricos e grandes partidas. E agora que a Copa América começou de verdade, vamos aguardar o que o futebol nos reserva, já que ele está presente. E espero que ele só vá embora depois da final...