As dores e os dissabores do novo continente

quarta-feira, 4 de maio de 2011

É, a América nunca foi fácil. Os grandes conquistadores espanhóis sabem disso como ninguém. 
E mesmo hoje em dia, o "Novo Continente" permanece incompreendido pelo resto do mundo.
Mas não vai ser dessa vez que vamos conquistar a América, pelo menos não no futebol. Numa noite surreal para o futebol brasileiro tivemos quatro, isso mesmo, quatro times eliminados da competição mais importante do continente, o sonho de consumo de dez entre dez times: A Copa Libertadores da América.
O que dizer desse fiasco? Definitivamente ainda vai demorar um pouco pra digerir um acontecimento como esse.
Libertadores é mesmo diferente, a atmosfera é mais aguerrida, e, muitas vezes a garra e a vontade de vencer tem um peso tão grande ou até mesmo maior que a qualidade técnica dos times. A própria classificação heróica do Fluminense foi uma prova disso. A camisa e a tradição pesam muito também.
Mas Libertadores não é só isso, é uma competição duríssima e que exige preparo e planejamento, que não tem jogo fácil nem jogo ganho.
De todas as eliminações da noite, com certeza a do Cruzeiro foi a mais espantosa. Isso porque o time mineiro fez a melhor campanha da primeira fase e aplicou várias goleadas nos estaduais. Eu mesma achava que o time um dos favoritos ao título.O Inter também decepcionou e junto com o Grêmio, frustrou as expectativas de uma séries de Grenais na competição. O Fluminense até que conseguiu segurar o resultado até o segundo tempo, mas sucumbiu ao time do Libertad.
Enfim, só restou o Santos, que passou o maior sufoco e quase fica de fora também, só se salvando pela atuação do goleiro. Nos resta a torcida para que o agora único representante brasileiro possa chegar mais longe.
Essa foi uma noite tenebrosa para o futebol brasileiro, e uma mostra das surpresas que a América nos reserva...

4 comentários:

  1. Soraia Martins disse...:

    A bruxa tá solta! E o Palmeiras... rsrs!

  1. Rafael disse...:

    Quarta-feira de Cinzas no Brasil essa! Noite negra... As eliminações de Grêmio e Fluminense já eram esperadas, ainda mais que, no caso do Fluminense, o Ricardo Berna falhou no primeiro gol. Internacional e Cruzeiro de fato foram eliminações surpresas.

    Aproveitando o gancho da colega, e falando sobre o Palmeiras eu já esperava algo do gênero. Por quatro fatores: jogo em Curitiba, contra o Coritiba, com o time do Palmeiras ruim desde o ano passado, e os jogadores querendo derrubar o aprendiz de Renato Gaúcho da comissão técnica. Esse jogo me lembrou o Palmeiras 2 x 7 Vitória (http://futpedia.globo.com/campeonatos/copa-do-brasil/2003/04/23/palmeiras-2-x-7-vitoria), em que o Marcos foi dar um bagão, furou, e resultou num dos gols do Vitória.

    Uma curiosidade: Mel, você lê os comentários?

  1. Melina disse...:

    Leio sim! É que eu ainda estou me entendendo com esse negócio de fazer blog, não sei como responder...

  1. Rafael disse...:

    Agora aprendesse!

Postar um comentário